Seleção: 007


Para quem busca uma grande inspiração na hora de escrever um livro ou elaborar um roteiro cinematográfico, segue uma das minhas escolhas favoritas. Bond, James Bond.

Viva e Deixe Morrer
O famoso agente da inteligência britânica é enviado para New York na tentativa de deter Mr. Big, um gângster negro, cujos negócios ilegais se estendem ao contrabando de tesouros antigos e ao fornecimento de verbas à SMERSH (a organização de contraespionagem soviética). Viva e Deixe Morrer é o segundo romance de Ian Fleming e foi lançado em 1954.

Os Diamantes são Eternos
Em sua nova aventura, Bond se infiltra num milionário esquema de contrabando de diamantes da África para os Estados Unidos. Ajudado por Tiffany Case, uma insinuante contrabandista de passado obscuro, eles logo serão o alvo de uma dupla degenerada de assassinos, os irmãos Wint e Kidd. Os Diamantes são Eternos é o quarto livro de Ian Fleming e foi lançado em 1956.

Da Rússia, com Amor
Esse livro traz a história de uma nova conspiração da SMERSH contando com um plano audacioso para difamar e matar o mais importante agente do MI6. A frieza de um assassino irlandês e a beleza e ingenuidade de uma jovem espiã russa prendem a atenção do começo ao fim. Da Rússia, com Amor é o quinto livro de Iam Fleming e foi lançado em 1957.

Goldfinger
Obcecado por ouro, Auric Goldfinger é o homem mais rico da Inglaterra e chama a atenção do MI6, que escala seu melhor agente para descobrir o que há por trás de suas transações. Bond percebe que tem diante de si um dos mais terríveis inimigos que já enfrentou e será preciso muito empenho para detê-lo. Goldfinger é o sétimo livro de Iam Fleming e foi lançado em 1959.